Por que sou individualista

Eu já me intitulei várias coisas: reaça, “opressora”, minarquista… Hoje em dia, me considero apenas uma individualista.

E por que isso?

Pra comecar, porque cansei de rótulos. Se encaixar nesta ou naquela linha de pensamento sempre traz algum tipo da chamada “cagação de regra”. Quem nunca ouviu que conservador não pode se divorciar/mandar nude, que libertário tem que ser ancap (????), que liberal tem que ser a favor das drogas?

Eu acho isso um porre. Concordo com várias ideias que não se encaixam, todas, em lugar nenhum. Tenho ainda uma boa parte da minha mentalidade conservadora, que respeita e valoriza a família, igreja e propriedade privada. Apenas não imponho essas opiniões ao resto do mundo. Odeio drogas, mal bebo álcool, e sou a favor da liberação das drogas porque não acredito que o Estado deva ter controle sobre o que cada um faz com o próprio corpo, sem prejudicar a outrem. Desprezo coletivismos como feminismo, movimento gay e movimento negro. Peguei um nojo profundo por Estado de uma forma geral, o que fez minha concepção de minarquismo ficar ainda mais radical. Considero impostos como uma extorsão, assim como qualquer tipo de tributação obrigatória.

Tenho minhas rusgas com quase todos os grupos. Na direita, me cansa a mania de reclamar do Estado ao mesmo tempo que venera policiais e é contra liberação de drogas. Ou seja, não gostam do Estado, mas quando ele limita o que lhes agrada, não tem problema. Na esquerda, odeio a síndrome de vítima e o proselitismo que fazem com absolutamente tudo que veem na frente. No libertário, desprezo a mania de superioridade e a mania de basear TUDO pela PNA, além de não se decidirem nunca se aborto é liberdade da mulher sobre seu corpo ou uma violação do direito a vida. Sou radicalmente contra abortos, e ainda falarei disso mais tarde. Não acredito que o anarcocapitalismo seja um modelo ideal.

Conheço pessoas que gosto e com as quais concordo em muitos aspectos de todas essas categorias, e mesmo assim não consigo mais me definir como nada disso. Vejo radicais e babacas por todos os lados. Sabe o famoso meme das coordenadas políticas? Eu o vejo assim:

Authoritarian left: todo mundo que discorda de mim é fascista.

Authoritarian right: todo mundo que discorda de mim é petista.

Libertarian left: todo mundo que discorda de mim é bolsominion.

Libertarian right: todo mundo que discorda de mim é socialista.

Por isso acredito no individualismo: porque defendo o direito do indivíduo proteger sua própria vida quando estiver em risco, de falar o que quiser sem censuras, de viver a vida como bem desejar, desde que ninguém se fira no processo. Porque acredito no indivíduo, antes de mais nada.

Tem coisa que eu acho legal de todos esses quadrantes, menos o authoritarian left, claro. Isso não quer dizer que eu pertenço a nenhum deles.

Eu sou só chata. E vocês, que vêem o inimigo mortal em todo mundo que não concorde piamente com todas as suas opiniões, são uns retardados e eu quero distância.

 

Anúncios

Sobre Nadia

Individualista, chata, implicante e ofensiva. Tread on me or don't tread on me, that's the question.
Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s